Fãs de Bitcoin debocham de regulação na página da Receita Federal no Facebook

“Receita vai se lascar, vai taxar outro”. Foi desta forma que alguns usuários do Facebook se comportaram ao ler a publicação da Receita Federal sobre as futuras obrigações dos detentores de criptomoedas.

Imagem: Reprodução/Facebook)

No mesmo dia em que a Receita Federal (RF) publicou a Instrução Normativa Nº 1.888sobre as criptomoedas, a instituição também transmitiu o conteúdo em vários canais de informação.

No Facebook, no entanto, assim como Conrad Oliveira, os usuários têm criticado as novas diretrizes e até mesmo fazendo humor com a imposição do órgão do governo.

Na rede social, o post da Receita Federal foi seguinte:

“Operações com criptoativos deverão ser informadas à Receita Federal.

A partir de agosto deste ano, pessoas físicas, jurídicas e corretoras que realizem operações com criptoativos terão que prestar informações à Receita Federal. Os criptoativos são popularmente conhecidos como ‘moedas virtuais’, sendo o Bitcoin a mais famosa entre elas”.

Os internautas que criticaram a posição da RF, supostamente são entusiastas e investidores de criptomoedas. Eles iniciaram, então, um bombardeio de críticas e afrontas, muitas vezes usando do humor (“que viva o P2P”) ou até mesmo falando palavrões (“Foda-se”).

Contudo, no geral, a mensagem que prevalece é de que “a Receita vai ficar esperando sentada” pelas ações impostas.

Zoando a Receita Federal

“O Estado não reconhece BTC nem como moeda, nem como reserva de valor. Porque declarar “nada”?, disse um usuário.

Outro internauta desafia. Para afrontar, ele cita a exchange descentralizada Bisq, aplicativo P2P que não necessita de registro.

“E se eu não quiser (informar)? Vou me preocupar no dia que eles tiverem domínio a bisq nas transações peer-to-peer ou no Blockchain. Ou seja, nunca vou me preocupar com a Receita kkkkkk”.

“Essa é braba!”; “Nem toda heroína usa capa”, responderam duas pessoas em uma publicação de uma usuária. Ela disse como se livraria das novas regras:

“Compro com cartão de crédito internacional em exchange estrangeiro e me livro de vocês, e continuo sonegando”.

Sem acreditar nos comentários que lia, muitas vezes até chulo, um internauta questionou se aquela era mesmo a página da Receita Federal.

“Essa página é oficial da receita federal ou é tipo uma página cômica?” De imediato ele foi respondido: “Não faz diferença! A receita por si só já é cômica” — na sequência, um internauta confirmou ser a página instituição.

Imagem: Reprodução/Facebook)

Outro usuário foi um tanto audacioso e fez sua resenha do texto da Receita. Ironicamente ele disse:

“Como não podemos pegar seus bitcoins assim como fazemos com o seu dinheiro físico, esperamos que você faça isso por nós”.

Moeda do capiroto

Uma usuária não economizou palavras e ‘tacou na cara’ da Receita antigos preconceitos sobre as criptomoedas.

(Imagem: Reprodução/Facebook)

Ariel Veloso, que gerencia uma página chamada ‘Associação dos Mãos de Alface Anônimos’ e é conhecido em grupos sobre o Bitcoin, foi mais rígido: “Lutar contra a corrupção, contra o peso estatal e altos impostos vcs n querem né?”, disse, criticando novamente em seguida.

(Imagem: Reprodução/Facebook)
Por: Wagner Riggs
Fonte: Portal do Bitcoin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Does not receive any data from API
WhatsApp chat